Dragão do Palácio de Verão de Pequim.

Surgidos no extremo leste da Ásia e formados por povos nômades, os mongóis chegaram ao poder no século XIII, quando uma das tribos (Monk-wu) levou Temucin ao posto do soberano supremo (Gegis Khan). A partir de 1206, o monarca dedicou-se a dominar os territórios vizinhos e, à custa de saques e matanças, dominou o Kazajstão, Afeganistão, Turquestão e Kashgaria, além da Rússia meridional e do principado de Kiev, em 1223.

Com a morte do regente em 18 de agosto de 1227, os territórios de estepe foram divididos entre três filhos e um neto governante. Um dos sucessores, Ogaday, promoveu campanhas militares para ocupar a Coréia, além de ofensivas no sul da China, Armênia, Geórgia, Irã e até algumas regiões da Europa. Um exército de 150 mil homens atacou os principados russos em meados do século XIII e chegou à Galícia, Polônia e Silésia. Os invasores alcançaram a Hungria, onde exterminaram as tropas do rei Bela IV. Com a morte de Ogaday, outro integrante da família, Mangu, ocupou o trono de khan e repartiu entre dois filhos os territórios do Irã e da China setentrional, que se tornaram independentes. Após a morte do soberano, porém o império Khan se dispersou. A Mongólia recuperaria sua importância apenas cem anos depois, com o ataque das tropas chinesas. Em 1449, uma das tribos conseguiu aniquilar o exército chinês e aprisionou o imperador Chen-tiung.

Entre 1543 e 1583, os mongóis se converteram ao lamaísmo tibetano. Um dos chefes da seita Dalai Lama, pediu ajuda a um dos descendentes de Gegis Khan. No Turquestão, os descentens de Gegis Khan assimilaram a cultura turca.

Durante o domínio khan, os mongóis invadiram a China. Declarando-se integrante da dinastia Khan, Kunblai fundou a linhagem dos Yuan e Pequim passou a ser capital do governo Mongol.

A dinastia Ming surgiu em 1368 quando Pequim foi libertada dos Mongóis. Todas as instituições relacionadas aos invasores desapareceram .

Na Índia, a presença muçulmana foi mais clara. Os árabes intervinham nos portos hindus de Thana e Broach e ocuparam Cabul, Sistão e Multão (723). Em 997, Mahmud, o Grande estabeleceu-se como o primeiro sultão turco em Ghazni (Turquestão Ocidental), saqueada a incendiada por uma dinastia local. Os árabes voltariam a atacar a Índia pela terceira vez em 1160. Desta vez conquistaram territórios do Afeganistão e da península indostânica. As planícies da Índia setentrional ficaram em mãos muçulmanas e a partir do século XIII a região tornou-se independente do controle turco.

No século XIII, o Estado do Camboja não contava com o prestígio que desfrutara no passado. Suas cidades sofreram ataques turcos e siameses até meados do século XV, mesma época da reunificação da Birmânia após três divisões.

No Japão, em 1192 Monamoto Yoritamo formou um governo militar paralelo ao imperador e reprimiu os nobres que tetaram recuperar o poder em 1221. Seu sucessor, integrante da família Hojo, consegui impedir as invasões mongóis, mas a vitória deu lugar a uma disputa interna que favoreceu a ofensiva dos samurais. Neste contexto, o budismo desempenhou um papel similar ao do cristianismo na Europa medieval.

%d blogueiros gostam disto: