O Barroco Italiano – O gênio Caravaggio e a influência de suas obras

Uma Síntese sobre Caravaggio

RESUMO

As influências e os significados por trás das obras de arte de Caravaggio são aqui reveladas, estabelecendo uma conexão entre aquilo que está presente no campo estético imaginativo com aquilo que se apresenta na transfiguração do mundo real.

OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM

O objetivo é que você aprenda quais eram as influências filosóficas do período, quem foi Michelangelo Merisi da Caravaggio e qual sua importância, quais as características de suas obras e quem são os artistas influenciados por sua arte.

INTRODUÇÃO

O século 16 desvelou um número significativo de artistas pertencentes ao Renascimento. Mas o final desse século também deu início ao Barroco que se originou na Itália e tinha como algumas características o rebuscamento, o requinte e o exagero de adornos, evidenciando enfoques melodramático de fortes contrastes de luz e sombra, bem como nuances de cores escuras. Dentre as figuras mais marcantes do Barroco, está o pintor Caravaggio.

“Não sou um pintor valentão, como me chamam, mas sim um pintor valente, isto é: que sabe pintar bem e imitar bem as coisas naturais.” Assim, Caravaggio se manifesta perante o tribunal que julga a primeira acusação de perturbar a ordem pública. Jamais parou de crescer seu rol de vítimas com ferimentos leves ou graves nos duelos em que se envolvia. Os amigos influentes, que intercediam para libertá-lo do cárcere, cumpunha uma lista bem menor. Com todas as promessas e traições de sua índole turbulenta, Caravaggio os fazia e desfazia com a mesma facilidade: num instante de brilho, num aparte fogoso, numa agressão intempestiva.

As obras de Caravaggio estiveram a serviço da Contra-Reforma

No final do século 16 e no início do século 17, a Igreja Católica levantou uma campanha conhecida como Contra-Reforma tal manifestação era uma resposta à Reforma Protestante, que se opunha, completamente, à crescente ameaça do protestantismo que ressalta o estopim de que “o justo vive pela fé”. Como parte desse evento marcante na história, a Igreja buscou pintores, escultores e arquitetos para confirmar de maneira visível o domínio e o poder do catolicismo, a fim de atrair novamente os católicos que se converteram ao protestantismo. As pinturas de Caravaggio tornaram-se um resumo das duas principais abordagens da produção artística durante este período, tanto teatrais, luzes extremamente dramáticas e composições, ao lado de cenas que acolhem crentes de todas as classes sociais, imagens de personagens religiosas em tabernas escuras e sombrias, lotadas de membros pobres e marginalizados pela sociedade.

O teatro das coisas tenebrosas de Caravaggio foi o elemento chave da pintura barroca, decorrendo da experimentação cromática do maneirismo.  Roma o atraía pelos grandes mecenas, pelo fausto da corte papal e pelo passado artístico. Mas agora Caravaggio cuspia nas estátuas clássicas e declarava não ter obtido nenhum aprendizado com elas. Não tinha mais interesse na Roma sepultada pelos séculos, que o Renascimento tentou ressuscitar com o mito do homem heroico. Preferia a humanidade vulgar mais atual das feiras e tavernas.: vendedores de frutas, músicos ambulantes, ciganos e prostitutas.

Ao tomar essa humanidade como modelo, aproximasse mais de Leonardo da Vinci, para quem a pintura era uma forma de especular a natureza, que de Michelangelo ou Raffaello, cultores de uma arte épica e monumental. “Invetor” da natureza morta, pelo menos na Itália, Caravaggio formula um naturalismo diametralmente oposto ao estilo maneirista dos fins do século 16.

Introduz um tratamento totalmente novo da luz, com prisma que decompõe e geometriza os componentes de um quadro, lição aproveitada mais tarde por Rembrandt ou um Vermeer, e levada às últimas consequências pelo cubismo de Cézanne.

Na pia batismal, ele recebeu o nome ilustre de Michelangelo, de família Merisi, residente na paróquia de San Giorgio, junto ao poço Bianco de Caravaggio. Era um vilarejo lambardo, cujo nome depois adotou. O pai tinha a profissão de maestro di casa, equivalente à mestre de obras, e ficou contente depois que inscreveu o menino de onze anos no atelier de Simone Peterzano. Era a melhor maneira de se livrar das traquinadas de quem não queria ajudar nas construções e fugia da escola para brigar na rua ou se divertir no campo.

Parece que ao entrega-lo a Peterzano, pintor modesto que se intitulava discípulo de Tiziano, a família se desinteressa do rapaz. Nada se sabe ao seu respeito, quando Caravaggio foge aos 15 anos de Roma.

O primeiro período é duríssimo. Boêmio, conquistador, desordeiro, tem dificuldade em se adaptar a mediocridade dos pintores oficiais, ávidos de encontrar favores junto aos poderosos, um destes, Monsenhor Pucci que lhe dá uma dieta de verduras e recebe em troca quadros e o apelido de Monsenhor Salada.

Um ataque de malária leva o jovem ao hospital, em poucas semanas ele procura outro emprego. Sem ter afinidade e muito a contragosto, começa a trabalhar para Cavaliere d´Arpino, apreciador da pintura que já detesta, temas mitológicos tratados com ênfase teatral e linhas rebuscadas, como nos quadros de Ccarracci. A ruptura é quase imediata : proibido de pintar figuras, Caravaggio abandona o míope mecenas e frequenta novamente a gentalha que vegeta à sombra das igrejas barrocas e palácios magníficos.

Após uma consequência de rusgas, o primeiro processo por difamação. Frente ao juiz, Caravaggio se defende com arrogância. E um outro escândalo vem somar-se a esse. O deus do vinho e das orgias – Baco para os romanos, Dionísio para os gregos, é pintado com ar de travesti ou de gueixa japonesa, o corpo molemente inclinado, a oferecer uma taça com suas afetações de hermafrodita. É o conflito aberto e radical com os cânones artísticos da época, e também a divisão inconciliável entre admiradores e inimigos.

O Repouso no Egito desencadeia essa tempestada que não se amaneirará enquanto o pintor viver. É uma interpretação extremamente livre do conhecido tema sacro. Sem apelar a um realismo excessivo, poetiza sua visão do homem e da natureza, Caravaggio faz concessão do gosto ao clássico: coloca um jovem semidespido ornado de asas que lhe conferem o aspecto de anjo musicista. São José lhe ergue a partitura, enquanto a Virgem embala o menino Jesus num gesto trivial. A luz que jorra sobre as faces , os panos e carnes já antecipa a descoberta de Cézzane: a cor de um objeto determinada pela cor que lhe é própria como o raio de luz, que nele incide.

Repouso do Egito.

Santa Catarina de Alexandria também mostra sua independência em relação à representação católica tradicional. Os personagens sacros vivem e agem num plano humano, não em estado hierático. Sem mobilizar céus ou nuvens, arcanjos ou santos, o pintor realiza uma severa síntese: o fundo passa a ser quase uniformemente escuro , e toda a atenção se concentra na figura, incontestavelmente santa, mas de uma santidade conquistada a partir do humano.

Santa Catarina/ Madonna dos Cavaleiros – Caravaggio.

  

Desde logo, essa teoria e essa prática tornam Caravaggio o primeiro “pintor maldito” da era moderna, aquele que não falava mais o idioma pictórico da contemporaneidade, mas a linguagem futura da arte.

Narciso.

Guiado pela veia popular, infunde a seus temas um ambiente ou uma caracterização humana tipicamente plebeia, combinando o sagrado e o profano. Sem o nu habitual nessas composições, sem atavios elegantes , seu Narciso volta a ser o adolescente da tradição popular helênica.

Alheio a qualquer maneirismo, mas sensível a interpretação poética e transfiguradora do mundo real, Caravaggio foi um artista rebelde numa época marcada pelo barroco. 

E-book – O barroco italiano – Caravaggio

E-book- The Italian Baroque- Caravaggio and the influence of his works

,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: